Imagina só uma situação em que você empresta dinheiro para o seu Banco, vocês combinam uma data de pagamento e ele te paga de volta o valor ajustado com juros.

O banco precisa de fundos para financiar alguns projetos e te oferece essa oportunidade de empréstimo seguro onde você ainda recebe seu dinheiro de volta com juros atrelados ao tempo.

Parece até uma brincadeira de mal gosto, não é?! Afinal, os Bancos não pedem dinheiro emprestado, eles são os que emprestam!

Investir em CDB

Eu até concordo com você, eu mesmo já utilizei dos empréstimos oferecidos pelo meu banco nacional. E os Bancos não vão te ligar pedindo um empréstimo para pagar as próprias contas.

Mas, na verdade, o que eu falei anteriormente não é uma pegadinha. Existem possibilidades para investidores iniciantes emprestarem dinheiro para os grandes Bancos Nacionais e de fato, vários investidores já estão se beneficiando deste mercado.

E vou te falar uma coisa, o acesso a este mercado foi facilitado nos √ļltimos 5 anos de evolu√ß√£o do sistema financeiro. Ap√≥s a virada do mil√™nio, a Internet mudou o jeito como as pessoas viam a pr√≥pria realidade pois oferecia v√°rias oportunidades, al√©m de informa√ß√£o em abund√Ęncia apenas com um clique de dist√Ęncia.

Não demorou para os mais curiosos aprenderem mais sobre o mercado financeiro e se tornarem investidores iniciantes, o problema aí é que a maioria ainda não sabia como começar e isso criou uma demanda gigantesca no mercado.

Percebendo a existência dessa demanda várias corretoras foram criadas para atendê-la, o foco da maioria era democratizar o mercado financeiro. Uma grande concorrência nasceu o que obrigou a estas corretoras a estar sempre oferecendo vantagens para o consumidor, assim ela poderia se destacar das demais.

E adivinha quem foi o maior beneficiado em toda essa concorrência entre corretoras? O investidor, é claro. Tantas vantagens fizeram o mercado crescer de forma impressionante, hoje em dia o investidor pode operar no mercado do seu smartphone com conexão à internet de qualquer lugar que estiver.

Você pode estar pensando: Muito boa lição de história! Mas eu quero saber que ativo é este que permite emprestar dinheiro para um grande Banco e ainda receber com juros.

Exatamente o que você leu no título deste artigo, são os CDB’s, você muito provavelmente já ouviu falar destes ativos em algum lugar, e você está no lugar certo, pode ter certeza.

Os CDB‚Äôs s√£o um ativo que oferecem v√°rias vantagens de investimento, tanto √© que se popularizou muito nos √ļltimos anos chamando a aten√ß√£o dos investidores.

Mas existem alguns pontos que devem ser analisados antes de cair de cabeça e investir o seu dinheiro suado neste ativo.

Pensando nisso, separamos aqui um artigo com todas as informa√ß√Ķes relevantes sobre os CDB‚Äôs e um passo a passo atualizado para voc√™ come√ßar a investir com o p√© direito, continue comigo.

Eu sei, você deve estar ansioso para entender o passo a passo para começar a investir neste ativo o quanto antes, mas vamos começar entendendo melhor o que é e como ele funciona, vamos lá.

O que é CDB?

O que é CDB?

CDB é uma sigla para Certificado de Depósito Bancário que é um título privado de Renda Fixa considerados seguros, eles são emitidos por Bancos com o objetivo de captar recursos para financiar seus projetos e atividades.

E como vimos no começo deste artigo, ele funciona exatamente como um empréstimo. O investidor ao comprar um título, é como se emprestasse o dinheiro investido para o banco e a instituição bancária devolve o empréstimo corrigido com juros atrelados ao tempo.

O ativo é protegido pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos) que é uma associação responsável por proteger os investidores. Dessa forma o investidor fica calçado em caso de qualquer grande problema com a instituição financeira, vale lembrar que as chances de uma coisa assim acontecer é mínima.

Os títulos privados de CDB possuem três tipos principais, cada uma tem as suas características principais que podem beneficiar um tipo específico de investidor, são eles:

  • CDB Pr√©-fixado

Este tipo de CDB, assim como o seu nome já sugere, são títulos privados em que a taxa de juros é preestabelecida, ou seja, o investidor já sabe qual o rendimento daquele título no momento da compra.

O rendimento não é afetado por nenhuma flutuação das taxas de juros e/ou inflação nacionais.

  • CDB P√≥s-fixado

Este é o tipo de CDB mais utilizado pelos investidores, ao contrário do pré-fixado o seu rendimento varia de acordo com fatores externos de mercado.

Neste cenário o título privado utiliza o CDI (Certificado de Depósito Interbancário) como um indicador na variação dos rendimentos.

Mas o que é CDI?

Os CDI‚Äôs s√£o t√≠tulos p√ļblicos que s√£o emitidos e ocorrem apenas entre Bancos, que tem como objetivo a capta√ß√£o de fundos ou aplica√ß√£o de fundos excedentes, al√©m de ser utilizado pelas institui√ß√Ķes banc√°rias para melhorar a receita di√°ria e sempre fechar o dia com o caixa no azul. Ocorrem em apenas 1 dia √ļtil.

A partir das taxas e varia√ß√Ķes do CDI a varia√ß√£o de rendimentos do CDB √© definida, dessa forma o investidor do t√≠tulo s√≥ saber√° quanto rendeu na data de resgate do seu investimento.

  • CDB H√≠brido

Este é o tipo de CDB menos utilizado, não significa que seja o pior entre os três tipos.

O t√≠tulo p√ļblico tamb√©m n√£o possui taxa de rendimento prefixada, ou seja, o investidor s√≥ saber√° o valor do rendimento no momento do resgate.

A taxa de rendimento deste tipo de CDB √© baseada nas varia√ß√Ķes do IPCA (√ćndice Nacional de Pre√ßos ao Consumidor Amplo) que √© o √≠ndice que mede a infla√ß√£o nacional, ou seja, o rendimento √© baseado na varia√ß√£o da Infla√ß√£o do pa√≠s.

Voc√™ pode estar se perguntando: Mas por que este tipo de CDB se chama ‚ÄúH√≠brido‚ÄĚ?

Isso acontece por que além de ter os seus rendimentos baseados na variação do IPCA, o ativo paga uma taxa prefixada, ou seja, que é determinada antes da operação, por ter duas atenuantes envolvidas, uma pós e uma pré-fixada o ativo tem este nome.

Cada um dos tipos de CDB tem as suas próprias características que podem fazer toda a diferença em seu plano de investimento, por isso é importante analisar cada um para entender qual se encaixa melhor nos seus objetivos como investidor.

Agora que j√° sabemos o que √©, quais os tipos e como funcionam cada um, vamos aos…

5 passos de Como Investir em CDB

Passos de Como Investir em CDB

1. Crie um planejamento

Este é um passo vital em todo o processo de investimento, seja qual for o ativo, mercado ou método de investimento que você deseja aplicar.

O planejamento é o plano que você deverá seguir para operar no mercado com eficiência. Existem dois pontos cruciais para a criação do seu planejamento, são eles:

  • Objetivos

Os objetivos são tudo aquilo que você quer alcançar, seja ele o que for. Pode ser um objetivo material, intelectual ou social. O importante é que você seja sincero consigo mesmo e coloque tudo no papel.

O ponto principal aqui é ter claro em sua mente quais os seus objetivos, para que desta forma o caminho até ele fique mais claro e atingível. Defini-los já é metade do caminho começando com o pé direito.

  • Plano de Investimento

O plano de investimento é o caminho que vai te levar até os seus objetivos. Ele te dá os detalhes de como e quando você chegará até lá.

Você vai definir datas, valores, formas e margens de erros para todo o seu processo e dessa forma poderá ter maior controle sobre todo o caminho.

O plano é uma forma de trazer todos os seus objetivos para uma realidade temporal, para que se pareçam cada vez menos com sonhos. Desta forma eles se parecerão mais como algo que você ainda não tem mas sabe quando vai ter e o que tem que fazer para ter.

Com os dois pontos acima definidos, voc√™ ter√° base suficiente para passar para os pr√≥ximos passos, vai estar mais preparado para tomar as decis√Ķes que te levar√£o at√© os objetivos de forma eficiente.

2. Crie uma conta em um Banco ou Corretora

Este √© um passo que pode parecer bem √≥bvio, mas √© importante lembrar de que, n√£o s√≥ existe a necessidade de uma institui√ß√£o para intermediar a opera√ß√£o entre voc√™, pessoa f√≠sica/jur√≠dica, com o mercado financeiro como temos v√°rias op√ß√Ķes com diferentes vantagens.

A maioria sabe que as aplica√ß√Ķes em CDB‚Äôs podem ser feitas em seu Banco ou tamb√©m a partir de uma corretora de valores.

O que a maioria não sabe, é que as corretoras são a melhor opção para investir e os motivos são simples.

Para começar, os Bancos cobram as maiores taxas de todo o mercado financeiro, taxas estas que o consumidor muitas vezes nem sabe que está pagando.

Al√©m disso o mercado de corretoras √© muito competitivo, e as institui√ß√Ķes oferecem v√°rias vantagens para o consumidor para se destacar das demais. Uma das vantagens que as maiores corretoras oferecem, √© a taxa de corretagem gratuita para investimento em Renda Fixa.

Isso já seria motivo suficiente para migrar do seu Banco para a corretora, afinal a criação de uma conta não leva mais do que dez minutos e eu nem falei das outras principais vantagens.

Se você quer saber quais são as melhores corretoras do mercado e quais as outras vantagens que eu citei, criamos um artigo em que classificamos as melhores corretoras do mercado para começar a investir, o artigo é atualizado (ABR/2020) clique AQUI para conferir.

3. Escolha o tipo de CDB que se encaixa no seu perfil

Neste pr√≥ximo passo quero ressaltar a import√Ęncia da avalia√ß√£o dos tipos de CDB para entender qual se encaixa melhor no seu perfil de investidor.

Se você ainda não sabe o que é perfil de investidor, fique tranquilo, vou te explicar:

O perfil de investidor é definido por um teste simples no qual a sua função é avaliar as suas respostas e descobrir as suas preferências quando o assunto é o mercado financeiro. O teste tem perguntas simples que tem o poder de esclarecer em qual perfil você se encaixa melhor.

As preferências mais relevantes para se avaliar no teste são as seguintes:

  • Seguran√ßa
  • Liquidez
  • Rentabilidade

Tendo em mente que n√£o existem ativos que gerem as tr√™s prefer√™ncias juntas em abund√Ęncia, o investidor √© levado a escolher qual priorizar e qual abrir m√£o na hora de operar.

S√£o 3 perfis de investidor considerados principais:

  • Conservador

O investidor com perfil conservador est√° sempre priorizando a seguran√ßa acima das outras prefer√™ncias. √Č o investidor que n√£o se importa de abrir m√£o de parte da rentabilidade para obter maior seguran√ßa.

  • Moderado

O investidor com perfil moderado, √© um pouco dos dois extremos da lista. Assim como o conservador ele prioriza a seguran√ßa, mas n√£o se importa em abrir m√£o dela em alguns casos para ter maior rentabilidade em suas opera√ß√Ķes.

  • Arrojado

Como voc√™ pode imaginar, o perfil de investidor arrojado √© o contr√°rio do conservador. Ele prioriza a rentabilidade em suas opera√ß√Ķes e n√£o se importa muito com a seguran√ßa.

Com os seus perfis em mente, você poderá escolher de forma mais eficiente qual o tipo de CDB você irá escolher, conforme já citamos, existem 3 tipos e cada um tem uma característica que o diferencia do outro.

Faça a análise com paciência e imagine qual deles seria o melhor para você e seus objetivos.

4. Tenha atenção aos custos

No momento de fazer a sua aplicação, é necessário que analise os custos para entender melhor quais os rendimentos finais aquele investimento vai ter no momento de resgate.

Os títulos CDB têm a vantagem de serem tão seguros quanto a poupança por exemplo, e não existem taxas de custódia e eles são assegurados pela FGC. Mas os maiores custos que encontramos neste ativo são dois, um fixo e outro que ocorre em uma situação específica, são eles:

  • Imposto de Renda

O imposto de renda se aplica a todos os investimentos em CDB, e funcionam de forma regressiva, ou seja, quanto mais tempo o valor fica aplicado, menor a porcentagem a ser paga.

  • IOF (Imposto sobre Opera√ß√Ķes Financeiras)

J√° o IOF s√≥ √© cobrado em casos onde o investidor faz o resgate de seu investimento antes de 30 dias. √Č preciso ficar atento pois o IOF pode ser bem agressivo que pode chegar a mais de 90%.

Levando em conta os dois custos principais, e a sua situação em específico, é necessário fazer as contas para entender qual será o seu rendimento durante o período que você deseja investir.

Outra dica importante, é ter uma reserva de emergência para que não precise resgatar seu investimento antes da hora por causa de uma situação adversa.

5. Faça o acompanhamento e o resgate

Por √ļltimo, mas n√£o menos importante.

O acompanhamento dos ativos s√£o uma boa forma de estar sempre a par do que est√° acontecendo, e se manter no planejamento. N√£o significa necessariamente ficar todos os dias verificando o mercado, j√° que os CDB‚Äôs n√£o s√£o como a√ß√Ķes da bolsa que oscilam todos os dias por v√°rias influ√™ncias externas.

Mas sim acompanhar para retirar todo e qualquer bom ensinamento que pode retirar do mercado.

No resgate também, é importante que o investidor processe bem cada fase do investimento para retirar todos os insights possíveis, pois eles vão servir como base para operar em qualquer mercado. Além disso, aproveite os ganhos vindos dos seus investimentos, eles são como uma confirmação de que todo o processo pelo qual você passou funciona e te motiva a continuar indo mais longe.

Pois para ir mais longe você tem que ser melhor, investir é um processo contínuo e consistente.

Perguntas Frequentes [FAQ]

FAQ

ūüÜó Quanto rende um CDB por m√™s?

No caso do CDB o valor pode variar de acordo com o tipo de Contrato você está utilizando, são três tipos:

  • CDB Pr√©-fixado

Para o CDB pré-fixado o valor de rendimento está sempre perto de 1% ao mês, depende da instituição financeira a qual você está operando.

  • CDB P√≥s-fixado

Já no caso do CDB pós-fixado, como o valor de rentabilidade pode variar no período aplicado, o investidor só saberá a porcentagem de rentabilidade quando chegar a data de resgate do ativo.

  • CDB H√≠brido

O caso do híbrido é o mesmo do pós-fixado, não é possível saber com exatidão qual a porcentagem de rentabilidade antes da data de resgate.

ūüÜó CDB OU Tesouro Direto?

√Č uma d√ļvida interessante, j√° que os dois ativos s√£o ativos de Renda Fixa.

Para fazer esta avaliação vamos comparar os dois ativos a partir de 3 pré-requisitos principais, são eles:

  • Seguran√ßa

Os dois ativos são considerados ativos de renda fixa seguros, mas existem algumas pequenas diferenças entre os dois que podem ser um fator de decisão:

O CDB possui cobertura do FGC РFundo Garantidor de Créditos, que é uma associação responsável por proteger investidores, em caso de falência da instituição bancária atrelada ao CDB o investidor está coberto.

√Č uma vantagem sobre o Tesouro Direto que √© garantido pelo governo federal.

  • Liquidez

Os dois ativos possuem taxas de liquidez muito semelhantes, levando em conta todos os tipos que s√£o disponibilizados.

A √ļnica diferen√ßa aqui √© no processo de resgate, neste caso os investimentos em Tesouro Direto podem ser resgatados antes da sua data de liquida√ß√£o com maior agilidade. Isso acontece por que os t√≠tulos do tesouro s√£o processados diariamente.

No caso do CDB existem uma certa demora e burocracia para fazer o resgate antes da data.

Vale lembrar que o rendimento dos dois fica extremamente afetado com resgates antes do seu prazo. Podem colocar todo o investimento a perder por fazer um resgate desta forma.

  • Custos

Os dois neste caso tem custos praticamente iguais.

As diferenças podem ocorrer de um tipo de CDB para outro tipo de Titulo do tesouro ou se a instituição financeira a qual você escolheu cobra taxas de custódia ou de administração.

Em todo caso, é necessário ficar atento a todo e qualquer custo no momento de operar, já que eles podem minar os seus rendimentos e tornar todo o processo inviável.

ūüÜó Qual a diferen√ßa entre CDB e CDI?

Os dois tipos de ativo são parecidos em vários aspectos, mas as suas principais diferenças são:

O CDB é um título privado de Renda Fixa emitido por um Banco, um titulo que é disponibilizado para que uma pessoa física possa investir.

Já o CDI é também um título privado de Renda Fixa emitido por um Banco, mas o título pode ser adquirido apenas por outro banco. Estes títulos são usados para captação de fundos ou para aplicação de fundo excedentes.

O CDI pode servir como um índice de variação para um tipo de CDB.

Estas são as principais diferenças entre os dois ativos.

Concluindo

Os CDB’s podem ser uma ótima opção para você, se você está procura de um ativo seguro com bons rendimentos. Em geral este ativo é popular por possuir o mesmo nível de segurança de uma poupança e com rendimentos muito acima.

Depois de todos os passos e conceitos que vimos neste artigo, você está mais do que preparado para entrar neste mercado com o pé direito. Siga o passo a passo de forma minuciosa e tenho certeza que você terá uma boa rentabilidade no momento de resgate.

√Č importante lembrar tamb√©m de aprender com os processos, pois ali est√£o ensinamentos que podem construir a base do que √© necess√°rio para investir em qualquer um ativo do sistema financeiro e os quais voc√™ n√£o vai encontrar em nenhum material sobre o mercado financeiro.

Aqui em nosso blog também temos artigos completos sobre vários outros ativos do mercado financeiro, além de também avaliar as maiores corretoras de valores nacionais. Fique à vontade para ler e aprender.

Espero ter ajudado!