Imagine só você emprestando dinheiro para o governo federal, ganhando juros pelo tempo de empréstimo proporcional ao valor que você emprestou.

Parece até ser o tipo de coisa que só acontece em nossa imaginação, não é?! O fato é que isso acontece, e é bem mais fácil começar do que parece.

O fato é que o mercado financeiro é bem mais acessível do que a maioria das pessoas acha que é. Existe uma grande ideia antiquada de que investimentos são inacessíveis para a maioria da população e possível apenas para a parcela mais rica da população.

Como Investir No Tesouro Direto

O mercado financeiro nos últimos 20 anos tem se tornado cada vez mais democrático e acessível e a grande responsável por esses eventos é a Internet. Isso mesmo, a grande rede de computadores é uma das maiores revoluções da humanidade e abriu uma série de possibilidades infinitas em infinitos mercados criados ou ainda não criados.

O mercado financeiro sofreu grande mudança com o surgimento da internet, o acesso a informação que foi possibilitado com um clique acabou criando uma grande demanda de clientes investidores. E as corretoras perceberam isso, várias delas foram criadas além de fintechs que tinham como objetivo atender a demanda latente do mercado.

Todas estas corretoras criaram um mercado gigante e competitivo que trouxeram várias vantagens para os clientes investidores. Afinal, as corretoras perceberam que tinham que oferecer diferenciais e vantagens para se destacar entre suas concorrentes.

A verdade é que o mercado financeiro é acessível para todos que quiserem começar a investir, entre os ativos mais populares está o Tesouro Direto por conta da segurança que o ativo oferece. Mas é necessário ter disciplina e seguir o nosso passo a passo para que você possa investir de forma eficiente.

Neste artigo separamos o passo a passo de como investir no Tesouro Direto em 2020 de forma eficiente e simples. Vamos lá?!

Mas antes de começarmos o passo a passo é importante entender o que é e como funciona esse tal ativo para que possamos entender todos os outros aspectos:

O que é Tesouro Direto?

Na verdade, o conceito é bem simples.

O que é Tesouro Direto?

O tesouro direto é um título público que pertence a Renda Fixa que tem como objetivo a arrecadação de fundos para o financiar o pagamento de dívidas públicas, projetos federais entre outros. O título é emitido pelo Tesouro Nacional que é um órgão do governo federal.

E em resumo funcionam como uma espécie de empréstimo para o governo federal em que o investidor recebe rendimentos em formato de juros atrelados ao tempo de investimento.

É um tipo de investimento recomendado para o perfil de investidores mais conservadores, pois os riscos são baixos e os rendimentos estáveis.

Existem 3 tipos de títulos inseridos no Tesouro Direto, cada um com a sua particularidade e objetivo, são eles:

  • Tesouro Prefixado

Os títulos do tesouro prefixado são previsíveis, ou seja, a sua taxa de rendimento é fixa e dessa forma o investidor consegue visualizar o valor que irá resgatar em uma data futura, no momento da compra. Independente das condições do mercado.

  • Tesouro atrelado à Inflação

Os títulos do tesouro atrelado à inflação são títulos compostos por mais de uma atenuante. Em geral uma parte do título é de renda fixa e a outra de renda variável, como por exemplo:

5%+IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). Aqui o título renderá 3% fixos, mas o IPCA varia de acordo com variações do mercado. Dessa forma situações podem ocorrer em que o título renderá mais de 3% e em outras menos.

  • Tesouro indexado à taxa SELIC

Os títulos do tesouro indexados à taxa SELIC, assim como já diz o seu nome, variam de acordo com a taxa SELIC.

O que é a taxa SELIC?

O Sistema Especial de Liquidação e Custódia é a taxa base de juros na economia do Brasil, ela é utilizada no mercado interbancário para financiar as operações que acontecem diariamente. Ela é calculada a partir da taxa média analisada dos juros que são praticados pelas instituições financeiras.

O título é muito popular e sua maior característica é a sua flexibilidade.

Agora que já sabemos o que é e como funciona vamos aos…

7 Passos de Como Investir no Tesouro Direto

Passos de Como Investir no Tesouro Direto

1. Cadastre-se em uma corretora de valores

O primeiro passo pode até parecer meio óbvio, mas escolhemos ressaltá-lo aqui por que muita gente investe no tesouro direto, mas usam o seu banco para fazê-lo.

Os bancos nacionais tem as maiores taxas sobre estes investimentos, taxas estas que muitas vezes o cliente não sabe que está pagando.

Para gastar menos, é melhor que você procure uma corretora para criar uma conta, existem várias corretoras que tem corretagem ZERO para o tesouro direto, isso mesmo, são GRATUITOS!

Por falar em corretoras temos um artigo completo sobre as melhores corretoras do mercado atualizado, caso queira dar uma olhada clique AQUI(insert the link for the “What’s the best stockbroker to invest with low cash” here).

Temos também avaliações completas das maiores corretoras nacionais aqui no blog, fique a vontade para pesquisar e ler!

O cadastro nas corretoras de valores em geral não leva mais do que 15 minutos e elas oferecem muito, eu disse muito mais vantagens do que os bancos nacionais oferecem, então fique atento!

2. Defina seus objetivos

Este é um dos passos mais importantes citados aqui, os objetivos do seu investimento são a base para todo o seu plano de investimento. Afinal, como você saberá qual ativo investir, quanto investir e por quanto tempo se não tiver um objetivo e nem um plano?

Como já dizia o ditado popular: “Pra quem não sabe pra onde vai, qualquer lugar serve”

A função dos objetivos e do plano é trazer tudo o que você quer para uma perspectiva mais temporal e real, dessa forma você saberá quando possivelmente você vai atingir seus objetivos e o que precisa fazer para chegar lá.

O tempo nesse caso é a palavra-chave, o investidor tem que ter consciência e inteligência para investir no tempo certo e dessa forma investir de forma mais eficiente.

Deixar os objetivos e o plano de investimento definidos já é boa parte de caminho completas e já diminuem muito as chances de erro, então não pule este passo de jeito nenhum.

3. Entenda os riscos

Não pense que só por que os títulos são de Renda Fixa que eles não têm riscos atrelados, não existem investimentos sem riscos, o Tesouro Direto apenas apresenta um risco bem menor do que a grande maioria dos outros grandes ativos do mercado.

Entender que o ato de investir nos títulos do Tesouro Direto tem riscos trazem poder para o investidor, pois ele fica ciente do que pode acontecer e consequentemente calcula melhor os seus movimentos. Isso justamente por que o maior risco dos investimentos em títulos públicos é o próprio investidor.

Em muitos casos o investidor não analisa bem a tabela com as características do título escolhido, não se atenta as datas o que faz com que ele cometa erros, como tentar resgatar um título do tesouro prefixado ou tesouro atrelado à inflação antes da data de vencimento, o investidor pode acabar perdendo dinheiro por imperícia.

É importante não baixar a guarda só por que os riscos são baixos, preste atenção aos detalhes e fique de olho nos tipos de títulos que você escolherá para que não cometa erros como o que eu citei logo acima e lembre-se que nesses casos o maior risco de investimento é você.

4. Escolha qual tipo de título se encaixa melhor no seu perfil

A partir do seu plano de investimentos e dos seus objetivos você terá a munição suficiente para analisar e escolher qual ou quais títulos públicos você escolherá para investir.

Conforme já vimos, existem 3 tipos de títulos no Tesouro Direto, vamos ver quais perfis de investidor cada um se encaixa melhor logo abaixo:

  • Tesouro Prefixado

Os títulos do tesouro prefixado são para os investidores muito conservadores que querem a segurança do mercado e de saber quanto poderão resgatar após a data de vencimento do investimento.

  • Tesouro atrelado à Inflação

Os títulos do tesouro atrelados à inflação são indicados para os investidores que podem lidar com um pouco mais de riscos, já que o ativo pode ter rendimentos variados já que sua volatilidade vem da inflação do mercado naquele período determinado

  • Tesouro indexado à taxa SELIC

Os títulos do tesouro indexado à taxa SELIC é um ativo para um perfil de investidor que está mais focado no médio prazo (alguns meses) e dá preferência para um ativo que renda mais do que a poupança.

Cada um dos ativos tem suas características que os diferem apesar das grandes semelhanças, cabe a você entender melhor quais se encaixam na sua estratégia.

5. Entenda a tabela do Tesouro Direto

Este é um passo muito importante para o investidor que pretende aplicar no Tesouro Direto, a leitura da tabela de forma errada pode custar o seu investimento, por isso preste bastante atenção.

Conforme podemos ver, encontramos as seguintes informações:

  1. Na ponta esquerda da tabela temos os nomes dos títulos do tesouro em suas respectivas variações.
  2. Na segunda coluna da esquerda para direita está o valor em porcentagem da rentabilidade anual de cada um dos títulos.
  3. Na terceira coluna da esquerda para direita está discriminado o investimento mínimo permitido para a compra do que corresponde a 1% de uma cota do ativo.
  4. Na quarta coluna da esquerda para direita está discriminado o valor total unitário da cota referente ao título.
  5. E na quinta coluna da esquerda para direita está o vencimento daquele título, ou seja, a data mínima de tempo que o dinheiro tem que ficar aplicado para que o investidor receba a rentabilidade estipulada.

É mais simples do que parecia, não é?!

6. Faça o acompanhamento

Após completar a risca todos os passos anteriores, é hora de finalmente investir no título do tesouro direto que você decidiu que se encaixava melhor no seu perfil e objetivos.

Fazer o acompanhamento não é ficar observando todos os dias quais as movimentações do ativo, já que títulos não são como ações que oscilam todos os dias por inúmeros motivos do mercado.

O acompanhamento é justamente ficar ciente das datas de cada uma das suas aplicações, seus vencimentos e características de cada título que você escolheu para investir.

Revise sempre que puder o seu planejamento para entender o que tem de ser melhorado, o que pode mudar e o que está saindo exatamente como você planejou. Investir é um processo que exige consistência e paciência, além de uma melhoria contínua para que você possa transpor níveis e ir aos poucos se tornando um investidor melhor.

7. Faça o resgate

O processo de resgate pode ser a parte mais gratificante de todos os passos, isso se todas as precauções foram tomadas, todos os passos dados de forma consciente e correta.

É o momento em que você pode apurar os seus lucros, entender todo o processo de investimento e realmente, se for a primeira vez, entender que tudo aquilo é verdadeiro e que você pode crescer como investidor para fazer melhor ainda.

O processo de investir deve ser um aprendizado para que a partir do resultado você entenda como tudo funciona, e se não houverem bons resultados você possa entender qual o motivo para que o processo não se repita em outras oportunidades.

Mesmo sendo um dos ativos mais seguros para se investir, o processo de investir no tesouro direto exige paciência e consistência do investidor. São duas lições que o investidor vai levar para todos os outros mercados em que ele se aventurar, e por isso é importante sempre avaliar todo o processo enquanto ele acontece para ter insights importantes sobre como investir.

Perguntas Frequentes [FAQ]

FAQ

🆗 Onde investir no Tesouro Direto?

Esta é a principal dúvida de vários investidores iniciantes no mercado financeiro nacional, mas ao contrário do que acontecia 10 anos atrás, o acesso a este ativo mudou completamente de nível.

Na verdade, o Tesouro direto é um dos ativos mais acessíveis do mercado, o investidor não tem grandes dificuldades, na verdade é bem simples e existem 2 formas principais de investir:

  • Bancos

O investidor pode usar o seu banco principal para investir, todos os principais bancos nacionais prestam este serviço. Não recomendamos esta opção para nossos leitores pois os bancos cobram as taxas mais altas do mercado.

  • Corretora de valores

As corretoras de valores são instituições que basicamente intermediam o acesso entre pessoa física e jurídica e o sistema financeiro nacional. São a melhor opção para o investidor brasileiro atualmente, a maioria tem taxas bem acessíveis e algumas das maiores corretoras oferecem taxa gratuita para investimentos em tesouro direto, isso mesmo, é GRATUITO.

🆗 Qual é o valor mínimo para investir no Tesouro Direto?

Conforme citamos neste artigo anteriormente, na tabela de títulos do tesouro direto está discriminado que a quantidade mínima para a compra é de 1% do valor de um título, sempre respeitando o valor mínimo total que é de R$30.

Existe também um limite máximo de investimento estipulado, o valor é de 1 milhão de reais.

🆗 Tesouro Direto ou Poupança?

Esta é uma dúvida ainda persistente para grande parte da população que pelo menos se interessa um pouco por investimentos e assola os ouvidos dos especialistas.

A verdade é que a poupança não tem salvação, seu futuro é sempre oferecer rendimentos cada vez menores do que antes. Vou te explicar o porquê:

A caderneta de poupança rende em média 3,15% ao ano e 0,26 ao mês (2019). Esses valores são menores do que a porcentagem de inflação nacional que é de 3,84% (2019).

Por isso, o dinheiro que o investidor deixa na poupança, além de não render ainda pode ser perdido em partes no período de 1 ano por estar sempre com rendimento menor do que a inflação nacional.

Já o Tesouro Direto oferece números bem mais interessantes, os rendimentos do ativo giram em torno de 100% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) ou seja, em muitos casos o tesouro direto rende duas vezes mais em determinado período do que a caderneta de poupança.

Infelizmente muitos brasileiros, por falta de informação acabam deixando o seu dinheiro parado nas poupanças com a falsa esperança de que ele está rendendo.

Com o Tesouro Direto o investidor pode realmente ver o seu patrimônio crescer de forma muito mais rápida e com quase os mesmos riscos de investimento.

🆗 Qual a rentabilidade do Tesouro Direto?

Alguns especialistas indicam que a rentabilidade geral do tesouro direto está menor do que já apresentou há alguns anos, isso acaba acontecendo por conta dos níveis da taxa SELIC que estão diminuindo gradativamente e ta inflação controlada no país.

Os números de rentabilidade atualizados (ABR/2020) para cada um dos títulos do tesouro direto são:

  • TESOURO PREFIXADO 2023 – 5,53%
  • TESOURO PREFIXADO 2026 – 7,75%
  • TESOURO PREFIXADO (com juros semestrais 2031) – 8,43%
  • TESOURO SELIC 2025 – SELIC + 0,03%
  • TESOURO IPCA+ 2026 – IPCA + 3,58%
  • TESOURO IPCA+ 2035 – IPCA + 4,72%
  • TESOURO IPCA+ 2045 – IPCA + 4,72%
  • TESOURO IPCA+ (com juros semestrais 2030) – IPCA + 4,08%
  • TESOURO IPCA+ (com juros semestrais 2040) – IPCA + 4,66%
  • TESOURO IPCA+ (com juros semestrais 2055) – IPCA + 4,79%

Estes são números atualizados fornecidos pelo site oficial do tesouro direto que mostram a rentabilidade de cada um dos tipos de títulos.

🆗 Qual a melhor instituição financeira para investir no Tesouro Direto?

O mercado financeiro nacional se tornou muito competitivo nos últimos 10 anos, o que forçou com que as grandes corretoras a se desdobrar para oferecer vantagens variadas para os seus clientes para que desta forma pudesse sem destacar entre as suas concorrentes.

Uma dessas vantagens é a corretagem gratuita para investimentos no tesouro direto e outros ativos de renda fixa. Vamos indicar aqui 3 corretoras de valores que ja avaliamos e elas além de oferecer a taxa de corretagem gratuita também oferecem outras vantagens bem interessantes para o investidor. São elas:

  • XP INVESTIMENTOS

XP Investimentos logo

A XP Investimentos é a maior corretora de valores independente do Brasil, o título não é brincadeira, a corretora oferece o melhor serviço do mercado incluindo a taxa gratuita para investimentos em Tesouro Direto.

Fizemos uma avaliação completa sobre ela, se você quiser saber todas as vantagens e desvantagens da corretora clique AQUI(insert the link for the “xp investimentos review” here)

  • EASYNVEST

Easynvest logo

A Easynvest está no top 3 das melhores corretoras de valores do mercado, é conhecida pela inovação. Possui um aplicativo que foi pioneiro no mercado, ele promove o acesso total do investidor as ferramentas da plataforma. A corretora também possui uma plataforma de educação completa para os seus usuários.

Também fizemos uma avaliação completa sobre a Easynvest, se você quiser saber todas as vantagens e desvantagens da corretora clique AQUI(insert the link for the “EASYNVEST review” here)

  • RICO CORRETORA

Rico Corretora logo

A Rico corretora é uma empresa também no TOP 3 das maiores corretoras do mercado financeiro nacional. O principal destaque da corretora é a sua plataforma de educação financeira que é completa e é disponibilizada para quem quiser aprender sobre. A corretora também oferece taxa zero para investimentos em renda fixa e tesouro direto.

Fizemos uma avaliação completa sobre a RICO, se você quiser saber todas as vantagens e desvantagens da corretora clique AQUI(insert the link for the “RICO CORRETORA review” here)

A escolha de uma corretora de valores é um processo que demanda paciência e muita atenção, para entender de forma eficiente qual a que se encaixa no seu perfil.

Concluindo

Vimos aqui neste artigo que o processo de investir no Tesouro Direto é bem mais fácil do que parece, mas é um processo que demanda a atenção, foco e paciência do investidor para que não caia nos erros mais comuns do mercado.

Seguindo o passo a passo e todas as dicas que esclarecemos aqui tenho certeza que você conseguirá bons resultados com este ativo.

Temos vários outros artigos falando sobre os mais variados temas do mercado financeiro, fique a vontade para aprender.

Espero ter ajudado!